Consumo x Produção

Nos últimos dias durante a migração do meu antigo site para esse novo sistema minimalista de blogs tenho tido contato com boas ideias de muita gente interessante. A vantagem desse novo sistema é que existe uma espécie de vitrine com os artigos publicados pela comunidade e assim você tem contato com pensamentos interessantes de pessoas do mundo todo.

Contrariando o frenesi da internet de consumo rápido das redes sociais ávidas por novos conteúdos os blogs do passado ainda persistem, talvez um pouco mais underground, mas estão por aí. Pessoas comuns com ideias excelentes. Jack Cheng escreveu em 2012 sobre sua preocupação com isso e denominou de movimento “Slow Web” (em inglês). Ideia revisitada anos após, conforme exposto na nota no início do artigo, Cheng acredita que algo tão complexo e sistêmico (e ubíquo – nota minha) não possa ser resolvido com práticas solitárias de apenas um usuário. Apenas para ilustrar, um excerto do artigo dele:

“What is the Fast Web? It’s the out of control web. The oh my god there’s so much stuff and I can’t possibly keep up web. It’s the spend two dozen times a day checking web. The in one end out the other web. The web designed to appeal to the basest of our intellectual palettes, the salt, sugar and fat of online content web. It’s the scale hard and fast web”

Em tradução livre:

“O que é a Web rápida? É a web fora de controle. Oh, meu Deus, há tantas coisas e eu não posso me manter atualizado. É o tempo gasto duas dúzias de vezes por dia verificando a web. De um lado para o outro. A Web projetada para atrair as mais básicas de nossas paletas intelectuais, o sal, o açúcar e a gordura do conteúdo da Web. É a escala da Web difícil e rápida”

Quando tiver um tempo leia o artigo completo dele. É, 2012 não foi ontem não, já tem 8 anos.

Mas voltando ao tema dessa postagem, nessa semana me deparei com um post curto mas bem interessante de Kelly Vohs, chamada de Consumption Vs Production (em inglês). Como é curto, vou reproduzir abaixo:

“If you look at your time, do you spend most of it consuming or producing?

Let’s consider why that is important.

Production is the act of creating output, good, or service which has value to others.

Consumption is the act of satisfying one’s needs.

The decision is how you want to spend your time. Both are relatively easy today.

Satisfying your needs or creating something that may help others.

I won’t claim to be getting this right. Just something I’m thinking about…and trying to fix.”

Em tradução livre:

“Se você olha para o seu tempo, gasta a maior parte consumindo ou produzindo?

Vamos considerar por que isso é importante.

Produção é o ato de criar produtos, bens ou serviços que têm valor para os outros.

Consumo é o ato de satisfazer as necessidades de alguém.

A decisão é como você deseja gastar seu tempo. Ambos são relativamente fáceis hoje.

Satisfazer suas necessidades ou criar algo que possa ajudar outras pessoas.

Não pretendo fazer isso direito. Apenas algo em que estou pensando ... e tentando consertar “.

Interessante que o consumo não é somente de bens tangíveis mas também de conhecimento e de informação.

Será que estamos na “corrida dos ratos” (adaptada à Internet o termo de Kyosaki) apenas acelerando o consumo de conteúdo cada dia mais e de fontes diversas ou também estamos produzindo?

E o que você produz pode ajudar outras pessoas? Hoje todos nós podemos a partir do celular produzir conteúdo (útil ou inútil) e também propagar muita coisa. As “fake news” e o próprio neologismo da “Pós Verdade”, palavra do ano de 2016 mostram isso.

Talvez seja hora de buscarmos a Slow Web e selecionar melhor o consumo e produção.